Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2008

Cirurgião pianista estuda efeito da música na cura

Imagem
Oliver Sacks, neurologista, autor de Alucinações MusicaisPara Claudius Conrad, 30, música e medicina estão interligadas. Ele é cirurgião e toca piano seriamente desde os cinco anos de idade, e as duas coisas estão unidas, do plano acadêmico à destreza manual requerida tanto no comando do instrumento quanto diante de uma mesa de cirurgia. "Caso eu passe mais de dois dias sem tocar", diz Conrad, que está no terceiro ano do programa de residência cirúrgica da Escola de Medicina de Harvard e é doutor em biologia celular e em filosofia da música, "não consigo sentir as coisas tão bem na cirurgia. Minhas mãos são menos suaves no contato com os tecidos; são menos sensíveis ao retorno sensorial que os tecidos do corpo oferecem".
Como muitos cirurgiões, Conrad diz que trabalha melhor ouvindo música. E menciona estudos, alguns dos quais conduzidos por ele mesmo, segundo os quais a música também beneficia os pacientes: gera relaxamento e reduz a pressão sangüínea, o batimento …

Os cinco passos para desenvolver a inteligência emocional

Imagem
O ser humano é racional e emocional, invariavelmente e ao mesmo tempo, diz o coach executivo e de equipes Carlos Cruz. O indivíduo emocionalmente inteligente consegue mobilizar o que sente de forma estratégica, com o objetivo de alcançar suas metas. Ele reconhece, aceita e gerencia suas emoções.
"Conheço muitas pessoas que deixaram de alcançar melhores cargos por terem perdido o equilíbrio em determinado momento. Quem nunca teve vontade de mandar tudo para o ar? Acredito que a maioria de nós. O importante é saber que isso pode dar uma sensação de alívio na hora, mas será que não trará problemas depois?", questiona.
Não elimine a emoção
Isso não significa que você precisa eliminar ou ignorar o que sente e focar somente na razão. "Imagine um goleiro que vai defender um pênalti sem um dos braços. Impossível, não é? O mesmo aconteceria com uma pessoa que eliminasse a razão ou a emoção no seu dia-a-dia. Precisamos buscar a harmonia e, quanto mais a razão trabalhar com a emoção,…

Cientistas descobrem um inesperado poder da música

Imagem
Mais de sete mil corredores de uma meia-maratona que ocorreu em Londres, no Reino Unido, no início de outubro, estavam sob o efeito de um poderoso estimulante para aumentar a performance: a música pop. Pesquisadores identificaram que algumas trilhas sonoras podem ser até mais poderosas e eficientes para o desempenho de atletas do que substâncias ilegais que são encontradas com freqüência em exames antidoping.
Segundo Costas Karageorghis, consultor de psicologia do esporte da Universidade de Brunel, na Inglaterra, e autor da pesquisa, para avaliar os competidores, uma canção foi tocada eventualmente durante o percurso de 20 km por 17 vezes. Quando a intensidade física começa a diminuir é o momento em que os efeitos se tornam mais eficazes, de acordo com o especialista. Por isso, os participantes não escutaram a canção constantemente.
Em entrevistas ao final da corrida, os competidores consideraram o procedimento muito divertido e inspirador. Apesar da forte chuva e do vento, Karageorghis…

Musicians Use Both Sides Of Their Brains More Frequently Than Average People

Imagem
Supporting what many of us who are not musically talented have often felt, new research reveals that trained musicians really do think differently than the rest of us. Vanderbilt University psychologists have found that professionally trained musicians more effectively use a creative technique called divergent thinking, and also use both the left and the right sides of their frontal cortex more heavily than the average person.
The research by Crystal Gibson, Bradley Folley and Sohee Park is currently in press at the journal Brain and Cognition.
"We were interested in how individuals who are naturally creative look at problems that are best solved by thinking 'out of the box'," Folley said. "We studied musicians because creative thinking is part of their daily experience, and we found that there were qualitative differences in the types of answers they gave to problems and in their associated brain activity."
One possible explanation the researchers offer for t…

Todo mundo pode ser um autodidata

Imagem
Ao contrário do que muitos ainda pensam, o autodidata nada tem a ver com uma pessoa superdotada. Ao invés de ter um Q.I elevado, ele possui uma curiosidade insaciável sobre um assunto de seu interesse. São pesquisadores ativos e tem como fonte para suas pesquisas as diversas bibliotecas.
Mas, além de pesquisas bibliográficas, as leituras de sites, revistas, artigos científicos e a troca de informações com especialistas da área de interesse também compõe seus estudos. Verdadeiros autônomos do conhecimento.
Porém, para a professora de psicologia da educação da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP), Silvia M. Gasparian Colello, “atualmente vive-se um período de inversão de valores onde a aquisição do diploma se tornou mais importante do que o conhecimento em si”. Para ela, os autodidatas de hoje estão tendo que levar seus estudos em paralelo ao ensino regular em uma universidade, para garantir sua inserção no mercado de trabalho.
Personalidades marcantes como Bill Gates (…

Quem tem fé sente menos dor

Imagem
Uma equipe de pesquisadores das Universidades de Oxford e Cambridge recrutou 24 voluntários - a metade era de católicos praticantes e os demais se declararam não crentes - para se submeterem a uma experiência "sui generis". Eles deveriam contemplar ora a imagem da Virgem Maria Sassoferrato no século XV, ora a pintura de Leonardo Da Vinci da mesma época que mostra uma mulher e um arminho.
Depois de observarem e contemplarem as gravuras por 30 segundos, os voluntários recebiam uma descarga elétrica e deviam descrever o grau de dor em uma escala de 0 a 100.
Ao analisar os dados, os pesquisadores comprovaram que ambos os grupos assinalavam níveis similares de dor ao contemplar o retrato de Da Vince. Entretanto, a resposta diante da imagem da Virgem Maria variou significativamente entre devotos e não crentes: os católicos sentiram um percentual de 12% menos de dor.
O poder da fé sobre o cérebro
Diante desta diferença, os pesquisadores estudaram o cérebro dos participantes através de…

Governo breca projeto que eleva verbas da educação

Imagem
Subiu no telhado o projeto de lei que retirava a DRU do caminho do orçamento da Educação.
A DRU (Desvinculação de Receitas da União) é umm mecanismo que permite ao Tesouro reter 20% das chamadas “verbas carimbadas”.
São gastos que contam com percentuais definidos. Alcançam, por exemplo, as áreas de saúde e educação.
No caso da Educação, o governo comprometera-se a acabar com a DRU. Uma eliminação gradual. Começaria em 2009, com um acréscimo de R$ 2 bilhões no orçamento do ministério da Educação. E seria completada em 2011.
Aprovada por unanimidade no Senado, a proposta foi à Câmara. Ali, passou a enfrentar um bloqueio do governo.
A pedido do ministério do Planejamento, dois deputados governistas –José Eduardo Cardozo (PT-SP) e Chico Lopes (PCdoB-CE)—pediram vista do projeto na Comissão de Justiça, impedindo a votação.
Se mantido, o bloqueio vai à crônica de Brasília como um passa-moleque de Lula na bancada de senadores do PDT, em especial no senador Cristovam Buarque (PDT-DF).
A morte da DRU…

5 milhões de crianças têm distúrbio mental no país

Imagem
Estudo da ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria) informa que 12,6% dos brasileiros com idade entre 6 e 17 anos apresentam sintomas de transtornos mentais.
Aferido por meio de pesquisa nacional feita pelo Ibope, o percentual corresponde a cerca de 5 milhões de crianças e adolescentes.
Por encomenda da ABP, pesquisadores do Ibope foram às ruas para responder à seguinte pergunta: Como anda a saúde mental da criança brasileira?
Realizaram-se 2.002 entrevistas com mães residentes em 142 municípios brasileiros. Deu-se entre os dias 15 e 19 de agosto de 2008.
Depois de compilados, os dados foram assentados num estudo que acaba de ser divulgado pela ABP. A íntegra está disponível aqui. Eis as principais revelações:
1. 12,6% das crianças e adolescentes do país apresentam sintomas de distúrbios da mente. Problemas que exigem tratamento especializado;
2. Desse total, 8,7% --algo como 3 milhões de crianças e adolescentes—convivem com sinais de hiperatividade ou desatenção;
3. 7,8% possuem dificuldad…

Cresce o número de casos de Aids entre os jovens

Imagem
Um relatório divulgado pelo Programa das Nações Unidas para a Aids (Unaids), em julho deste ano, indicou que o número de novas infecções pelo vírus HIV entre 2001 e 2007 caiu 10% na população mundial. A taxa passou de 3 para 2,7 milhões. Porém, o mesmo documento revelou que a doença está se espalhando com força entre os jovens: 45% dos novos casos foram notificados em indivíduos de 13 a 24 anos. Paradoxalmente, a quantidade de informações ao alcance dos jovens sobre a doença é cada vez maior.
No Brasil, segundo o Ministério da Saúde e o Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap), que realizaram uma pesquisa entre os anos 1998 e 2005 com 5 mil pessoas, o número de casos de contágio na juventude cresce desde o início da pandemia, em 1980. Para o diretor-adjunto do Programa Nacional de DST e Aids do Governo Federal, Eduardo Barbosa, a explicação para isso é que, hoje, os jovens parecem ter menos medo de contrair a doença do que gerações passadas.
"Os jovens desta geração nã…

A proteína das manhãs

Estudo mostra que, nesse horário, o nutriente multiplica por até cinco vezes a sensação de saciedade ao longo do dia.
Já se desconfiava que pitadas a mais de proteína na dieta evitariam ataques de gula. E nesta semana o British Journal of Nutrition publicou um trabalho surpreendente que, na verdade, foi realizado em solo americano, mais especificamente na Universidade Purdue, por um time liderado pelo nutricionista e doutor em ciência dos alimentos Wayne W. Campbell. “O horário em que você consome a proteína faz toda a diferença para aproveitar esse efeito saciedade”, sentencia o pesquisador, em entrevista a esta coluna.
Ele conta que, para o estudo, recrutou homens acima do peso na faixa dos 40 anos. Todos seguiram uma alimentação equilibrada de baixas calorias, fracionada em cinco refeições. Mas havia diferenças. Parte do grupo recebeu uma dieta com um teor, digamos, convencional de proteínas. Para o restante, porém, os nutricionistas criaram um programa alimentar com o mesmo valor ca…

Crescem casos de alergia a alimentos, dizem especialistas

Especialistas estimam que entre 4% e 8% das crianças e de 2% a 4% dos adultos têm algum tipo de alergia e esse número vem crescendo. O aumento e por quais razões os casos vêm ocorrendo estarão entre os principais temas do 35º Congresso Brasileiro de Alergia e Imunopatologia, que será realizado de 1º a 5 de novembro em Porto Alegre (RS).
Além do crescimento do número de médicos ligados à área e da melhora dos exames, que hoje são capazes de diagnosticar mais de 200 tipos de alergia, têm chegado aos consultórios mais casos de intolerância alimentar, provocados principalmente pelo glúten, corantes, flavolizantes, conservantes e antioxidantes.
Os alimentos que mais causam alergia nas crianças são leite de vaca, clara de ovo, trigo, soja e peixe. Crianças em idade escolar ou na adolescência costumam manifestar alergias também a frutos do mar. As manifestações podem ser digestivas, respiratórias ou generalizadas. "Quanto mais cedo a alergia se manifestar maiores são as chances de ela des…

Haja paciência

Imagem
Estou sentada diante de meu interlocutor. Atrás dele há uma parede tomada por uma estante que vai do piso ao teto. Nas prateleiras se amontoam obras de referência em psicologia e psicanálise, filosofia, religião, arte. A estante e os livros chamam a atenção e quase não percebo o que mais há na sala. Até meus olhos serem pegos por quatro fotos penduradas, uma ao lado da outra, na parede oposta. Retratam uma árvore nas diferentes estações do ano, inverno e verão, outono e primavera. Vejo as imagens, penso na passagem vagarosa do tempo e entendo um pouco mais sua importância no exercício da paciência – o tema desta reportagem, que me levou àquele consultório para conversar com Esdras Vasconcellos, professor de psicologia da USP e da PUC-SP e diretor do Instituto Paulista do Estresse.
A paciência, me diz ele, é uma atitude humanista. Ser paciente é entender e aceitar a si mesmo e aos outros, e uma virtude necessária para a vida equilibrada, serena. A definição é poética, envolvente, mas pe…

La naturaleza para mejorar los trastornos de hiperactividad

Imagem
Personalmente pienso que un paseo por el campo o por algún espacio natural que quede alejado de los ruidos y los aires de la ciudad es altamente beneficioso para cualquier persona. Por ello no me sorprende esta noticia, que afirma que los niños con trastorno de déficit de atención con hiperactividad (TDAH) mejoran significativamente tras una caminata en medio de la naturaleza.
Hace un tiempo ya vimos que la hipoterapia, es decir, el paseo con caballos, al aire libre, también era beneficioso para los niños con éste y otros trastornos de comportamiento.
Ahora, un estudio publicado en el “Journal of Attention Disorders” comprueba que después de las caminatas de 20 minutos por parques en plena naturaleza, los niños respondían mejor a unas pruebas de concentración y atención, y ello comparado con otros niños que paseaban por un barrio residencial o por el centro urbano.
Estas afirmaciones van en el camino recomiendan algunos expertos, el de el tratamiento de la hiperactividad leve sin fármaco…

Ladyhawke incendia el mundo con su música

Imagem
Como el ave majestuosa que enuncia su nombre, la cantante neozelandesa Ladyhawke va que vuela hacia el estrellato.
Su música tiene un sabor ineludible a electrónica ochentera. Su imagen rinde culto a las divas de Blondie y Fleetwood Mac, Debbie Harry y Stevie Nicks, de quien ha confesado su devota admiración. A sus 27 años, prefiere la juventud a la sabiduría y los lunes a los domingos. Y fiel a sus tiempos ha hecho de Youtube y MySpace herramientas vitales para la difusión de su música.
Recién salido en septiembre y editado por Island Records, su álbum debut como solista —titulado como ella— comienza a ganar espacios en las reseñas de novedades discográficas, que destacan el homenaje a décadas pasadas que emana de canciones como Paris is burning (radicada ya en Londres, canta sin rubor “Dime la verdad: ¿es amor o sólo París?) y Dusk’ til dawn (“voces en mi cabeza suenan como un eco, eco...”), cuyos videos tienen las máximas calificaciones en Youtube y cada día tienen más adeptos.
Nacida…

O cérebro das crianças

Imagem
Até alguns anos atrás o desenvolvimento cerebral nos primeiros anos de vida era bastante desconhecido e sua importância subestimada. No passado, as pesquisas sobre o cérebro em desenvolvimento se restringiam a poucas fontes: a observação do comportamento da criança ao longo do seu desenvolvimento; estudos com animais jovens; estudos com crianças portadoras de doenças neuropsiquiátricas; estudos por necropsias, eletrencefalografia e análise do líquido cefalorraquidiano.
Nos dias atuais, novas tecnologias como a tomografia por emissão de pósitrons (PET), por emissão de fótons únicos (SPECT) e a ressonância magnética funcional (fRMN), nos revelam os segredos do cérebro vivo, em funcionamento, sob demanda, em desenvolvimento, on-line e a cores. Através dessas novas tecnologias é possível não apenas analisar o desenvolvimento do cérebro como também mapear os circuitos e áreas cerebrais envolvidas no comportamento e em determinadas tarefas como ler, escrever, prestar atenção e memorizar.
O ad…

La actividad acuática mejora la vida del autista

Imagem
Las III Jornadas de Avances, intervención e información sobre autismo celebradas en Albacete han reafirmado la importancia de las actividades acuáticas para elevar la autoestima de los niños con la patología.
Una de las actividades que potencian la autoestima y mejoran la calidad de vida de los niños con autismo y otros trastornos generalizados del desarrollo son los programas de actividades acuáticas adaptadas. La Asociación Desarrollo de Albacete lleva a cabo desde hace algunos años estos programas consiguiendo excelentes resultados. Las III Jornadas de Avances, intervención e información sobre autismo y otros trastornos generalizados del desarrollo, celebrados en Albacete lo ponen de manifiesto.
En la hidroterapia, el beneficio mayor es el aumento de la autoestima. Según Irene Lozano Pinilla, terapeuta ocupacional de la asociación y encargada de este programa, "conseguimos que los niños se muevan, que sean capaces de experimentar ese movimiento y de ver que realizan en el agua c…

Bullying Of Teenagers Online Is Common, UCLA Psychologists Report

Imagem
Nearly three in four teenagers say they were bullied online at least once during a recent 12-month period, and only one in 10 reported such cyber-bullying to parents or other adults, according to a new study by UCLA psychologists.
Of those who were bullied online, 85 percent also have been bullied at school, the psychologists found. The probability of getting bullied online was substantially higher for those who have been the victims of school bullying.
"Bullying affects millions of students and is not limited to school grounds," said lead study author Jaana Juvonen, a professor of psychology and chair of UCLA's developmental psychology program. "Bullying on the Internet looks similar to what kids do face-to-face in school. The Internet is not functioning as a separate environment but is connected with the social lives of kids in school. Our findings suggest that especially among heavy users of the Internet, cyber-bullying is a common experience, and the forms of onli…

Prescription drug abuse crackdown

Imagem
Starting immediately, 10,000 educational pamphlets will be spread out around the Davison community in area schools, dentist and doctor offices and local pharmacies warning parents and patients to lock up their meds.
According to the Partnership of a Drug Free America, one in every five teens has abused a prescription pain medication. Some of the common drugs include Adderall, a medication used to treat ADHD, powerful pain relievers like Vicadin and Oxycontin and anti-anxiety drugs like Klonopin and Xanax.
Experts say most kids are getting these drugs from their own medicine cabinets at home. In the last few years, Davison school officials say they've noticed that the misuse and distribution of prescription drugs makes up the majority of their student drug-related cases. It's the reason why Davison Community Schools has teamed up with area doctors, dentists and pharmacists to keep these drugs away from young adults.
Fonte: http://www.weyi.com/news/news_story.aspx?id=207702

Para secretários do MEC, fracasso na aprendizagem é responsabilidade do poder público

Imagem
Um milhão e 300 mil crianças e adolescentes brasileiros de 8 a 14 anos não sabem ler nem escrever. Desse total, 84,5% freqüentam a escola. Os dados são da Síntese de Indicadores Sociais 2008, divulgada nesta quarta-feira (24) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).
Para o secretário de educação continuada, alfabetização e diversidade do MEC (Ministério da Educação), André Lázaro, a responsabilidade por esse fracasso da aprendizagem é do poder público.
"A gente não pode falar em culpa, mas em responsabilidade. E a responsabilidade é do poder público. Quem não deu carreira e um piso nacional ao professor foi o poder público, quem deixou frouxa essa articulação entre avaliação e diretrizes curriculares foi o poder público. O único que não tem culpa é o aluno", indicou.
A secretária de educação básica do MEC, Maria do Pilar Lacerda, classificou o resultado como "grave" e defendeu que o problema é conseqüência de "uma escola que não sabe ensinar a…

A culpa é do ensino médio

Imagem
Professor e estudioso da educação, Simon Schwartzman diz que o Brasil não vai incluir mais alunos no ensino superior enquanto não superar deficiências da educação de base
Mestre em sociologia, Ph.D. em ciência polí­tica e atual diretor-presidente do Instituto de Estudos do Trabalho e Sociedade (IETS), Simon Schwartzman não poupa críticas ao ensino superior brasileiro. Tanto público quanto privado. Foi reticente durante o lançamento do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), considera o ProUni uma "maluquice" e diz que a universidade pública não está preparada para receber alunos com base educacional fraca. No caso do setor particular, o educador acredita que a massificação do ensino está sujeita à perda de qualidade, mas não vê problemas na entrada de capital estrangeiro e ainda acha que as "butiques" estão tomando o lugar das públicas na preferência dos alunos.
Professor e pesquisador da FGV, ex-professor de ciência política na USP e na UFMG, Schwartzman…