Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2009

Ritalina é usada ilegalmente para 'turbinar' o cérebro

Alguns médicos denunciam: aumentou muito o número de pessoas que recorrem a medicamentos de uso restrito acreditando que isso pode turbinar o cérebro.
Rafael sempre teve fama de "desligado". por isso, mesmo sem um diagnóstico de déficit de atenção, ele experimentou ritalina. “Eu saía, já estava dentro do carro e lembrava que tinha esquecido a carteira, o celular em casa, coisas desse tipo”, diz Rafael Marshall, estudante. O remédio é a base de metilfenidato. Uma substância estimulante prescrita para pessoas que tem distúrbios de atenção. O medicamento ajuda a aumentar os níveis de concentração. O neurologista diz que é impressionante a quantidade de pessoas sem problemas neurológicos ou psiquiátricos que procuram a droga para tentar "turbinar" o cérebro. “Elas querem ser melhores ainda dentro do ponto de vista competitivo junto dos seus objetivos de concurso, de trabalho em que estão envolvidas”, comenta Ricardo Teixeira Afonso neurologista. Segundo os médicos, não …

Uso indiscriminado de medicamento em crianças preocupa

Imagem
As vendas do remédio para o tratamento de Transtorno de Déficit de Atenção, conhecido como droga da obediência, cresceram 1.600% em oito anos. Há suspeita de indicação sem necessidade. O Jornal Nacional mostrou, na quarta-feira, o perigo de consumir antibióticos sem receita médica. Nesta quinta, nós trazemos outro alerta. Médicos estão preocupados com o uso crescente de um remédio popular no tratamento do Transtorno de Déficit de Atenção. O diagnóstico de uma adolescente foi confirmado há oito anos, quando a escola chamou a atenção para um problema. “Na turma, eu sempre ficava atrasada pra caramba, eu trocava a letra, demorava a ler”, comenta a estudante. Ela diz que até hoje toma remédio pra dar conta dos estudos. “O remédio me ajuda a me concentrar na aula”, diz.
Um psiquiatra explica que problemas assim são diagnosticados com mais segurança na idade escolar da criança. “A partir dos cinco, seis anos nós já podemos verificar se essa criança é desatenta, e, o mais comum, desatenta e hi…

Menina autista é... "mágica"

Imagem
"Eles vencem quando ela canta. É uma coincidência maravilhosa", diz Michelle, a mãe de Gina Marie Incandela (foto), uma miúda de 7 anos que sofre de autismo e está a ser um verdadeiro talismã para os Orlando Magic, nesta fase decisiva do campeonato, quando jogam em casa.Já não falta, no meio de tantas emoções, quem atribua a Gina esta série vitoriosa dos Magic, simplesmente porque nos seis jogos dos playoffs em que ela cantou no início dos mesmos o hino nacional americano a equipa de Os primeiros tempos de vida de Gina foram complicados, já que apenas começou a falar aos três anos depois de frequentar um programa especial na Universidade da Florida em que os professores utilizavam música para ajudá-la a pronunciar palavras.Fonte:http://infordesporto.sapo.pt/Informacao/Modalidades/Basquetebol/noticiabasquetebol_basnbamenina_110609_642965.asp

Aprueban sanciones a profesores que mediquen a niños problema

Imagem
El ritalin no bien usado puede causar dependencia en los consumidores. Se consideran castigos económicos hasta la revocación del reconocimiento oficial a los que no usen bien el medicamentoA los menores con hiperactividad se les medica con fármacos como el Ritalin o Imipramina pero en mal uso puede crear adicción- Senadores de distintos partidos aprobaron reformar la Ley General de Educación, para prevenir que profesores y autoridades escolares mediquen a estudiantes con problemas de conducta o atención durante la jornada escolar.La reforma prevé que los menores catalogados como "difíciles", con "mala conducta" y "problemas de atención" no continúen siendo medicados en los recintos escolares como ocurre en diferentes centros educativos.El dictamen señala que algunos profesores y autoridades educativas además de medicarlos por presuntos problemas de Trastorno de Déficit de Atención e Hiperactividad (TDAH), condicionan los servicios educativos si los menore…

Sono estimula criatividade e ajuda a solucionar problemas

Imagem
Sono criativoEstá com um problema difícil de solucionar? Está faltando criatividade? Melhor deixar para lá e ir dormir. Segundo um novo estudo, o sono estimula a criatividade e a solução de problemas.A pesquisa pode ter importante implicações para entender como o sono, especificamente o sono REM, atua na formação de redes associativas no cérebro.Sono REMSono REM (sigla em inglês para "movimento rápido dos olhos"), também conhecido como sono paradoxal, é a fase caracterizada pela presença de sonhos e maior atividade neuronal do que a fase não-REM.O estudo feito por Sara Mednick e seus colegas da Universidade da Califórnia em San Diego, nos Estados Unidos, mostra que a fase REM estimula diretamente o processamento criativo mais do que qualquer outra fase do sono ou mesmo durante o período em que se está acordado.O trabalho será publicado esta semana no site e em breve na edição impressa da revista Proceedings of the National Academy of Sciences.O tempo e o sono como solucionad…

Superdotados ¿Un don o un castigo?

Imagem
Precoces, inquietos, creativos, curiosos... son superdotados, pero su vida es difícil y no siempre reciben la educación que precisan para que su talento no se vuelva en su contra. En la CAV estudian 60 de estos menores, pero el 98% de los casos sigue sin diagnosticar. CON cinco años yun mes, Ander le preguntó a su madre: "¿dónde empieza y dónde acaba el universo?" -y Begoña le respondió- "el universo es infinito". Entonces el niño insistió "no, no es verdad, porque todo tiene principio y tiene fin"... "Es imposible que haya algo en medio de la nada", "si la gravedad es la fuerza que atrae a los planetas, ¿cómo es posible que el universo esté en permanente expansión?". Y éstas son las preguntas espontáneas que hicieron Laura (8 años) y Ekaitz (5 años) tras escuchar la exposición sobre la gravedad dada por Jon (5 años) en el grupo de alto rendimiento (GAR) de Muskiz. Son precoces, inquietos, creativos, muy maduros para su edad... son supe…

Dislexia: compreensão da família e da escola

Imagem
A dislexia, ao contrário dos que muitos pensam, não é uma doença, mas um funcionamento peculiar do cérebro para o processamento da linguagem. Em outras palavras, é uma deficiência de aprendizagem muito mais percebida na leitura, mas que também atinge a escrita e a soletração. A palavra é derivada do grego “dis” (dificuldade) e “lexia” (linguagem). Para a Associação Nacional de Dislexia o que ocorre é uma lacuna entre a habilidade de aprendizagem e o sucesso escolar, sendo que o problema não é comportamental, psicológico ou de motivação pessoal e social.Como as estatísticas demonstram que a dislexia atinge uma média de 5 a 15% de crianças, dificilmente uma escola deixa de ter disléxicos em seus bancos escolares. Conhecimento e argúcia da parte do professor são necessários para a compreensão de que a criança tem dificuldade em soletrar; lê, mas não interpreta; escreve ao contrário como se estivesse um espelho à sua frente; tem melhor desempenho na oralidade que na escrita. Há muitas var…

O Menino e o Cavalo

Imagem
A extraordinária viagem de um pai para curar o filho.Rupert Isaacson tinha sonhado o melhor para o filho, imaginava as brincadeiras, as conversas, os passeios...Depois de Rowan nascer, porém, começou a perceber que o seu sonho nunca se iria realizar. O menino não falava, não reagia, refugiava-se no seu mundo, fechado numa concha invisível. Era autista.O Menino e o Cavalo é a história real, extraordinária, de um pai que vai até aos confins do mundo para curar o filho. É a aventura de uma família única, que arrisca tudo, movida por uma fé inabalável.E que, nas distantes estepes da Mongólia, consegue finalmente o milagre de abrir a concha, e entrar no mundo misterioso de Rowan.A Caderno associou-se à Fenacerci e por cada livro comprado é feita uma contribuição de 1 Euro para a Campanha do Pirilampo Mágico.http://www.guiadacidade.pt/portugal/?G=livros.index&artid=20814

MATHS wizard Daniel Lightwing is one in a million – and he has the figures to prove it.

Imagem
Sitting in his smart student flat in Cambridge, surrounded by books, he explains the probability of triumphing at the global Maths Olympics. “To get a medal, the odds are one in a million,” he says, “Yet to get to represent your country in the Olympic Games the odds are only one in 100,000.” But 20-year-old Daniel not only reached last year’s annual International Mathematical Olympiad in Slovenia, he won silver – and all despite suffering from Asperger’s Syndrome. The condition, a type of autism, has left him struggling to form emotional bonds with others and unable to perform simple tasks – such as making a cup of tea. Yet other aspects of his intellect are truly breathtaking, such as his mathematical ability – and becoming a fluent speaker of Mandarin Chinese in just FOUR months. Daniel, now a student at Trinity College, Cambridge, says: “I never felt like I fitted in at school. “The British don’t celebrate academic success like other, less developed countries, they just label you a…

A National Autistic Society (NAS) Response To The National Audit Office (NAO) Report On Adults With Autism

Imagem
Mark Lever, NAS chief executive said; "In the current economic climate the Government cannot possibly ignore the huge cost savings and benefits, identified by their own auditing body, of providing adults with autism with the right support at the right time. Neither the Government, people with autism nor the taxpayer are getting value for money from existing autism services and support, leaving those affected by the condition feeling isolated, ignored and often at breaking point. This is simply unacceptable. Real savings will only be made if all Government departments work together to address the gaps in understanding and specialist support, enabling people with autism to lead more independent lives. We are, therefore, calling on the Government to ensure the NAO's critically important findings are reflected in the forthcoming adult autism strategy." The NAO's comprehensive study looks at all the Government departments who have responsibilities towards people with auti…

“Educar es una difícil ecuación entre libertad y responsabilidad”

Imagem
Enrique Rojas, psiquiatra y escritorEl conocido psiquiatra y escritor es el autor del prólogo del primer volumen de la colección de libros de Padres y Colegios, del Grupo Siena, que recoge una colección de consultas para los educadores.Director del Instituto Español de Investigaciones Psiquiátricas y autor de numerosos libros de psicología y autoayuda, Enrique Rojas ha prologado el libro que acaba de lanzar PADRES en colaboración con el Área de Educación del Centro Universitario Villanueva. En manos expertas. Ayudas para educar mejor es, a juicio del reconocido psiquiatra, un título “actual” que “toca temas que están en la calle”como problemas familiares, trastornos, dificultades de aprendizaje, etc.En relación a los trastornos, ¿es posible que los padres sean un factor decisivo para que salga un hijo equilibrado?En la sociedad actual se ha multiplicado el número de trastornos de la personalidad, y estos casos se observan ya en la adolescencia. Pueden ser hijos de padres que viven jun…

Para evitar extradição, hacker britânico alega estar muito doente

Imagem
Gary McKinnon tenta ser julgado na Inglaterra, e não nos EUA. Defesa afirma que julgamento nos EUA poderia prejudicar sua saúde.Ele pode ser condenado a até 70 anos de prisão por invadir computadores militares. (Foto: Reuters) Um especialista britânico em computação acusado pelos Estados Unidos pela "maior invasão a sistemas militares do país de todos os tempos" começa nesta terça-feira (9) uma tentativa final para evitar a extradição.Os advogados de Gary McKinnon, 43, argumentam na Alta Corte de Londres que ele está muito doente para ser mandado aos Estados Unidos para o julgamento.McKinnon alega ter síndrome de Asperger, uma forma de autismo. A equipe de defesa afirma que ele correria risco de suicídio ou doença mental caso fosse extraditado, informou a Associação de Imprensa.Promotores norte-americanos acusam McKinnon de causar um prejuízo de US$ 700 mil e de desligar toda a rede de mais de 2 mil computadores do Exército dos EUA em Washington por 24 horas.Na época da acus…

El 'hacker' británico está 'demasiado enfermo' para ir a EEUU

Imagem
LONDRES (Reuters) - Un experto informático británico buscado por Estados Unidos por 'la mayor incursión informática ilegal militar de todos los tiempos' comienza el martes su último intento de evitar la extradición.Reuters. 09.06.2009 - 15.23 hLos abogados de Gary McKinnon, de 43 años, alegarán ante el Tribunal Superior que está demasiado enfermedo para ser enviado a Estados Unidos a juicio porque tiene el síndrome de Asperger, una forma de autismo.Los fiscales estadounidenses acusan a McKinnon de causar 700.000 dólares en daños y de cerrar toda la red de más de 2.000 ordenadores del Ejército de EEUU en Washington durante 24 horas.En el momento de presentar la acusación, Paul McNulty, fiscal del Distrito Este de Virginia de EEUU, dijo: 'McKinnon está acusado de la mayor piratería informática militar de todos los tiempos'.McKinnon dice que estaba buscando pruebas de vida alienígena cuando se adentró repetidamente en redes del Pentágono y la NASA desde el ordenador de su…

British Hacker Fights U.S. Extradition

Imagem
Gary McKinnon, 40, accused of mounting the largest ever hack of United States government computer networks, listens to a reporter's question outside the Bow Magistrates Court in central London in this May 10, 2006 file photo.(CBS)The self-confessed British hacker charged with illegally accessing about 100 computers at the Pentagon and NASA is to hear this week whether his diagnosis with a mild type of autism can prevent his extradition to the United States. A judicial review by Britain's high court was to weigh the possibility of Gary McKinnon, 40, facing trial on U.S. cyber-terrorism charges and a possible jail sentence of up to 70 years, against the Asperger's Disorder diagnosis. McKinnon has admitted breaking the law by accessing the computers starting in February 2001, which he said he did looking for information on UFOs. He was arrested about a year later in March 2002. But his mother and a growing list of high-profile advocates argue that his condition would make him…

Respiração, a chave para a meditação

Imagem
A medicina tradicional tem realizado, cada vez mais, grandes avanços na descoberta de novos tratamentos para as enfermidades que afligem o ser humano. Paralelamente, as terapias alternativas também têm comprovado que, por meio da sensibilidade e das emoções bem-reguladas, é possível aumentar o bem-estar físico e mental.A meditação é um poderoso aliado do corpo e da alma que consegue, com alguns exercícios, ajustar o que para muitos parece impossível de ser ajustado."A meditação acalma, nos ajuda a encontrar nossa fonte de luz, criatividade, intuição, saúde e fé", garante Ivete Costa, consultora holística especializada em psicologia transpessoal.A palavra meditação vem do latim (meditare, que significa voltar-se para o centro, no sentido de afastar-se um curto período de tempo do mundo exterior e voltar a atenção para dentro de si). A técnica, ligada a religiões orientais, como o budismo, é considerada tão antiga quanto a humanidade. Atualmente, porém, não é preciso seguir um…

Indústria 'empurra' novas drogas, sem garantir que são melhores que antigas

Interesses comerciais acabam muitas vezes atrapalhando tratamentos.
Opinião é de psquiatra americano, em artigo no jornal "New York Times". Recentemente, um dos meus residentes me contou sobre uma paciente com transtorno bipolar, cujo psiquiatra havia prescrito um coquetel exótico de drogas - um sedativo, um novo estabilizante de humor e a medicação anti-psicótica mais recente. Fiquei intrigado - não pelo caso em si, que o residente descreveu como depressão maníaca típica, mas pelo que foi deixado de fora. A paciente, ao que parece, nunca recebeu lítio, o mais efetivo tratamento único para transtorno bipolar. Quando me encontrei com meus residentes no seminário semanal, decidi fazer um grande caso dessa história. "O que vocês acham do tratamento da paciente?", perguntei a eles. Houve um longo silêncio. "O que há de errado com ele?", indagou um residente. Finalmente, outro residente disse acreditar que a resposta certa era lítio, mas que os tratamentos mais …

Los niños estimulados musicalmente tienen un desarrollo cognitivo mayor y aprenden más rápido, según un estudio

Imagem
Los que estudian algún instrumento en conservatorios o escuelas musicales destacan en el área de MatemáticasLos niños y niñas estimulados musicalmente tienen un desarrollo cognitivo mayor, responden más rápido y mejor en el aprendizaje y, por ello, es importante hacer un buen planteamiento de las actividades musicales en los centros educativos en Infantil, Primaria y Secundaria, según un estudio de la Fundación SM.Esta es una de las principales conclusiones extraídas del trabajo 'La música y su potencial educativo, un estudio interdisciplinar', sobre una muestra de 1.500 alumnos de Primaria y los dos primeros cursos de ESO comparando los resultados de Música con 3 materias fundamentales del currículo (Lengua, Matemáticas, Conocimiento del Medio/Ciencias Sociales).Para los autores del trabajo, coordinados por el profesor de Psicología Evolutiva y de la Educación de la Universidad Complutense de Madrid Luis Fernando Vílchez, los valores educativos de la música tienen que situars…

Tourette's affects 148,000 U.S. children: study

Imagem
WASHINGTON (Reuters) - Tourette's syndrome affects an estimated 148,000 U.S. children, many of whom have other disabilities such as attention deficit hyperactivity disorder, U.S. researchers reported on Thursday.Their survey suggests that about a third of a percent -- three in every 1,000 children -- have the disorder, characterized by sometimes debilitating tics such as repetitive, stereotypic movements or inappropriate vocalizations."Having an estimate of the number of U.S. children who are diagnosed with Tourette's syndrome is a first step toward understanding the overall impact of this condition in the population," said Dr. Rebecca Bitsko of the Centers for Disease Control and Prevention, who worked on the study."Tourette's syndrome and tic disorders have been linked to higher rates of attention deficit hyperactivity disorder, obsessive-compulsive disorder, and impairments associated with these conditions, such as learning disabilities and problems with …