Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2010

Governo envia ao Congresso projeto de lei que proíbe 'palmadas' em crianças

O governo federal enviou nesta quarta-feira ao Congresso um projeto de lei que proíbe a prática do castigo físico em crianças. Caso aprovado o texto, pais, professores e cuidadores de menores em geral podem ficar proibidos de beliscar, empurrar ou mesmo dar "palmadas pedagógicas" em menores de idade. “Eu me considero uma criança abençoada, porque não lembro da minha mãe ter batido em um filho. Eu nunca bati nos meus filhos. Não é necessário bater”, disse o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ao defender o projeto na cerimônia dos 20 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). O presidente afirmou ainda que confia que os congressistas vão, não só aprovar, como também aperfeiçoar o texto.“Tenho consciência de que o Congresso irá aperfeiçoar, irá conseguir fazer melhor [o projeto] do que nós mandamos. Temos consciência de que alguns conservadores irão fazer disputa conosco. Mas esse é o debate bom. E temos que mostrar que nós estaremos atentos para garantir que as cri…

Deputados aprovam medidas contra bullying em escolas

Colégios terão de adotar ações preventivas. Projeto aprovado pela Comissão de Educação e Cultura será encaminhado para A Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira a obrigatoriedade de as escolas e os clubes de recreação adotarem medidas de conscientização, prevenção, diagnóstico e combate ao bullying. Termo sem tradução exata no português, o bullying é a prática de atos de violência física ou psíquica de modo intencional e repetitivo, exercida por indivíduo ou grupos de indivíduos, contra uma ou mais pessoas. O objetivo é constranger, intimidar, agredir, causar dor, angústia ou humilhação à vítima. O texto aprovado é o substitutivo da deputada Maria do Rosário (PT-RS) ao Projeto de Lei 5369/09, do deputado Vieira da Cunha (PDT-RS), e a dois outros que tramitam anexados a ele: PLs 6481/09, do deputado Maurício Rands (PT-PE), e PL 6725/10, do deputado Inocêncio Oliveira (PR-PE). A proposta altera o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA - Lei 8.069…

A prática de "bullying" no direito brasileiro e norte-americano

Trata sobre iniciativas legislativas envolvendo a prática de bullying e de assédio moral contra estudantes no Direito brasileiro e norte-americano. O combate à prática de bullying representa um enorme desafio para a sociedade moderna. O bullying nas escolas é reflexo de uma cultura de individualismo, desrespeito à autoridade e exclusão social. Ele representa um fenômeno caracterizado por uma conduta contra estudantes, funcionários e professores por meio de assédio físico ou moral, com o propósito de humilhar, intimidar ou até mesmo afastar os alunos do convívio social, transformando de forma negativa o ambiente escolar e reduzindo a auto-estima das vítimas e seu rendimento acadêmico. Nos Estados Unidos, vários estados já tem legislação contra a prática de bullying. Entre eles, o Estado de Washington, que define bullying como sendo o assédio ou intimidação representado por qualquer manifestação escrita, verbal ou física, que tenha por objetivo: a) agredir fisicamente um estudante, empre…

Dificuldade de resolver problemas torna jovem mais propenso ao bullying

Meninos adotam mais o comportamento agressivo do que as meninas Intimidador tem baixa estima, costuma ter atitudes negativas contra os outros e é mau aluno. Crianças e adolescentes que apresentam dificuldade de resolver problemas e de se relacionarem socialmente correm mais risco de se tornarem pessoas agressivas ou se tornarem vítimas deste tipo de agressão mundialmente conhecida como bullying. E este risco aumenta quando estão com problemas na escola, segundo uma pesquisa publicada pela American Psychological Association. Estes três grupos apresentam características semelhantes e ao mesmo tempo particularidades que ajudaram os pesquisadores da Universidade de Lousiana a chegarem a essa conclusão, segundo o autor do estudo, Clayton Cook. - O objetivo do estudo é desenvolver estratégias de prevenção e intervenção para conter com esse ciclo de intimidação. Outro aspecto do estudo diz que meninos costumam ter este perfil agressivo mais do que as meninas e tanto os intimidadores quanto suas …

Profesores son claves para detectar trastornos en escolares desde la educación inicial

Desatención los hace más vulnerables a las drogas y al alcohol Cuando un niño no puede permanecer sentado por mucho tiempo, es impulsivo, le gusta gritar e imponerse en el grupo, podría presentar un Trastorno por Déficit de Atención e Hiperactividad (TDAH), una dificultad en el desarrollo que puede advertirse desde la educación inicial. En la adolescencia esa desatención puede agravarse haciéndolos vulnerables a las drogas y el alcohol. Estamos hablando de una de las causas más frecuentes de fracaso escolar. "El papel del docente en la detección temprana es clave no sólo para que pueda manejar la situación dentro del aula sino para que especialmente los padres de familia actúen tempranamente a fin de evitar dificultades mayores", afirma Patricia Tori, sicóloga y psicoterapeuta. El Trastorno por Déficit de Atención e Hiperactividad (TDAH) no es una enfermedad sino una dificultad en el desarrollo cuya sintomatología se manifiesta según la edad. A los tres años muestran gran activi…

Polícia solta menino de 10 anos que havia sido acorrentado pela avó em SP

A Polícia Militar libertou em Ribeirão Preto (313 km de São Paulo), um garoto de 10 anos que havia sido acorrentado pela avó ao pé de uma cama. A justificativa, segundo ela, é que o menino lhe dá trabalho. Quando a PM chegou à casa, às 16h20, o garoto estava acorrentado havia nove horas. "Pegamos emprestado um serrote e o soltamos", disse o soldado Wesley Donizeti Chagas. Essa teria sido a terceira vez que o menino foi acorrentado. "Ele vive fugindo para pegar bicicleta dos outros para andar. Não tenho mais idade para ficar atrás de criança", disse a avó, que pode ser indiciada por cárcere privado e abandono de incapaz. O Conselho Tutelar foi chamado para acompanhar o caso.
Fonte:http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/767759-policia-solta-menino-de-10-anos-que-havia-sido-acorrentado-pela-avo-em-sp.shtml

Menino vítima de bullying é agredido com golpes de porrete

Menino mostra marcas deixadas por agressão e é amparado pelos pais Vítima de bullying - agressões verbais e psicológicas repetidas vezes, sem motivação evidente -, um menino de 12 anos, aluno do 6º ano de escola municipal em Oswaldo Cruz, zona norte do Rio, foi espancado a golpes de porrete por um estudante da 8ª série, de 16 anos, na manhã de segunda-feira. Por causa dos ferimentos nas costas, braço esquerdo, orelha direita e cabeça, o menino vomitou e sofreu tonturas por mais de quatro horas. Na terça, ele fez exame de corpo de delito no Instituto Médico-Legal (IML). O suspeito das agressões vai depor nesta quarta na 30ª Delegacia de Polícia (Marechal Hermes), onde o caso foi registrado como lesão corporal. A pancadaria ocorreu a 150 m do colégio. "Se as pessoas não interferem e tomam o porrete, acho que meu filho teria morrido ali", afirmou o pai do menino. "Enquanto um batia, outros quatro mandavam ele bater ainda mais", revelou a vítima. "Eles vieram por trá…

Ilustrador español grafica con humor el autismo de su hija

El premiado ilustrador español Miguel Gallardo ha superado las limitaciones impuestas por el autismo de su hija haciendo lo que mejor sabe hacer: dibujar. Las viñetas que Gallardo hizo durante 12 años llevaron a un libro de comic muy divertido y maravillosamente realizado, "María y yo", en el que explicaba la vida diaria de su hija y los desafíos a los que se enfrentaba. Ese libro se ha transformado ahora en un documental del mismo nombre que se estrena esta semana en España. "Se puede hablar de una cuenta pendiente o algo así, me costó dos meses porque salió de un diario que hice y no cambié muchos dibujos (...) pero en realidad me costó 13 años hacerlo para encontrar el tono adecuado para contar una historia dura", dijo a Reuters el autor en una entrevista. Dirigido por Félix Fernández de Castro y exhibido por primera vez en el festival de cine de Málaga, el documental muestra la relación entre María, Miguel y su ex esposa May, y cómo aprenden a encarar la discapacid…

Dor de cabeça pode ser causa da agressividade infantil

Filhos de mãe com enxaqueca têm probabilidade cinco vezes maior de apresentar a patologia Retraimento, agressividade e outros problemas emocionais são mais comuns em crianças com queixas de dor de cabeça. Essa é uma das conclusões da tese de doutorado defendida pela psicóloga Luciana Leonetti na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, em Ribeirão Preto. A pesquisadora avaliou 75 crianças com idade entre 3 e 5 anos cadastradas em núcleos do Programa de Saúde da Família (PSF) do município, das quais 38 apresentaram queixa de dor de cabeça,segundo o relato de suas mães. A pesquisadora constatou que, além dos problemas de comportamento, essas crianças se queixavam de desconforto em relação à intensidade de som, luz e movimento. Segundo a psicóloga, esses sinais muitas vezes aparecem nos primeiros meses de vida, podendo ser um importante indicador de dor de cabeça em fases posteriores do desenvolvimento. Ela observou que também os filhos de mães com enxaqueca têm risco cinco veze…

Cerca de 80% das crianças no Brasil já tiveram experiências negativas na internet

Uma pesquisa divulgada revela que cerca de 80% das crianças no Brasil já tiveram experiências negativas na internet, 46% delas sentem medo da internet depois do incidente e 39% perdem a confiança no ambiente online. As conclusões são do Norton Online Family Report, estudo que detalha de que formas adultos, jovens e crianças se relacionam pela web no mundo. ''Brasileirinhos'' lideram ranking mundial em tempo online; Oito em cada dez crianças brasileiras consideram que passam muito tempo na web As crianças brasileiras também são as que passam mais tempo conectadas na internet. São cerca de 18,3 horas gastas por semana na web, enquanto a média mundial fica em 11,4 horas/semana – número que em relação à pesquisa de 2009 havia aumentado 10%. Elas têm noção de que passam um tempo exagerado na internet. Oito em cada dez crianças brasileiras consideram que passam muito tempo online. Ainda, cerca de 61% delas fazem download sem supervisão de um adulto e 58% já tiveram alguém desco…

Um em cada três alunos fora da escola tem necessidades especiais, diz ministro Haddad

Apesar de a maioria de crianças com idades entre 7 e 14 anos estarem na escola, ainda há cerca de 680 mil delas sem acesso ao ensino -- que representam 2,4% da população nessa faixa etária. O levantamento é da Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância). Em entrevista exclusiva ao UOL Educação, o ministro Fernando Haddad explicou que "pouco mais de um terço" desse grupo é composto por crianças com algum tipo de deficiência. Além da questão da deficiência, o trabalho infantil e o acesso fluvial para estudantes de regiões distantes são "a fronteira que nos resta [superar] para chegar à universalização", na opinião de Haddad. O ministro Fernando Haddad comentou as ações do MEC para incluir os 2,4% das crianças de 7 a 14 anos que ainda estão fora da escola UOL Educação – O número de crianças fora da escola já se reduziu, mas segundo o Unicef, ainda são cerca de 680 mil. Qual é a estratégia para colocá-los nas salas de aula? Fernando Haddad - É algo em torno disso, um…

Niño con desorden alimentario sólo tiene apetito para una cosa: pizza

William Cruz se parece a muchos niños de 7 años: pasa las horas mirando dibujos animados, sueña con ser policía o bombero y adora la pizza. Pero pregúntele a su madre sobre este último detalle de la pizza y verá que las apariencias engañan. ``Pizza de día. Pizza de noche. No quiero sonar dramática, pero esto nos ha afectado la vida'', dijo recientemente la madre, Marcela San Martín, en su apartamento en Doral. Por años, William ha padecido de muchas enfermedades, incluida el síndrome de Asperger, epilepsia y fobias a casi toda la comida que limitan severamente su dieta y pueden impedirle un crecimiento saludable. Es una historia frustrante para su madre soltera y su hermana mayor que no han logrado juntar el dinero necesario para darle un intensivo tratamiento pediátrico de alimentación para que su cuerpo se acostumbre a varias comidas. El padre de William, un cubano, está fuera del panorama. Los problemas no terminan ahí. San Martín, quien es argentina, está luchando con su compañ…

Homem contrai dívidas para estudar doença do filho, e Justiça evita despejo em Curitiba

Uma decisão inédita da Justiça reverteu verba do fundo pecuniário --dinheiro recolhido de condenações judiciais-- para quitar a casa de um pai que abandonou o emprego para pesquisar a doença rara e incurável do filho. Ele seria despejado por falta de pagamento. A história --que lembra a do filme "Óleo de Lorenzo" (George Miller, 1992)-- aconteceu em Curitiba (PR). O engenheiro mecânico Adolfo Celso Guidi, 52, deixou o cargo de gerente de uma concessionária em 2000, ao descobrir que o filho Vitor Giovani Thomaz Guidi, à época com dez anos, tinha gangliosidose GN1 tipo 2. "A doença começou a se manifestar quando ele tinha quatro anos. Nenhum médico no Brasil conseguiu fazer o diagnóstico. Larguei tudo e fiquei uma semana em Buenos Aires com minha família, onde diagnosticaram a Gangliosidose. Quando eu retornei para o Brasil, um médico me disse que não tinha o que fazer", afirmou Guidi à Folha. O engenheiro, inconformado com a resposta, começou a estudar a doença na b…