Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2010

Um pouco de loucura ajuda criatividade, indicam estudos

"Não há grande gênio sem um toque de loucura." Assim escreveu o filósofo romano Sêneca, quase 2.000 anos atrás.
Hoje é rotina diagnosticar, retrospectivamente, que gênios criativos da História tinham alguma doença mental --algumas mais fáceis de acreditar que outras.

Esquizofrenia e outras formas de psicose são as doenças mais comuns citadas, com Newton e Einstein entre os mais famosos alvos delas.

O físico Albert Einstein, em foto de 1955; o cientista apresentou pela 1ª vez em público sua teoria da relatividade em setembro de 1909

Vincent van Gogh e Virginia Woolf foram associados a desordem bipolar.

Poucos argumentariam que comprometimento total por psicoses conduziria a realizações criativas, mas talvez um pouco ajude.

Psiquiatras veem a saúde mental como um espectro, com uma doença grave em uma ponta, e "normalidade" na outra. Talvez aqueles no meio tenham tendências criativas melhoradas.

Lados do cérebro

Algumas evidências são obtidas ao se considerar …

Cérebro: cientistas não encontram benefícios em jogos online

Pesquisa revela que jogos online tem efeito virtualmente nulo para aprimorar as habilidades cerebrais.
Um estudo realizado durante seis meses no Reino Unido, por solicitação da BBC, e liderado pelo Conselho Britânico de Pesquisa Médica concluiu que jogos de computador online, projetados para aprimorar a memória e o raciocínio, tem efeito virtualmente nulo. O relatório da pesquisa foi publicado no portal da conceituada Revista ’Nature’.
O resultado da pesquisa britânica mostrou que jogos de computador, criados para treinar e estimular o cérebro, não tornam as pessoas mais espertas e não promovem o desenvolvimento cognitivo mais do que um videogame comum. Para alguns cientistas, a prática de exercícios físicos poderia trazer mais vantagens ao cérebro.
De acordo com Adrian M. Owen, diretor-assistente da unidade de Cognição e Ciências do Cérebro do Conselho Britânico de Pesquisa Médica e principal autor do relatório de pesquisa, jogos de computador online criados para estimular o cérebro…

SP tem o maior número de estudantes vítimas de bullying, diz pesquisa

Bullying se caracteriza pela violência física ou psicológica constante.
Pesquisa ouviu estudantes de 10 a 18 anos em 25 escolas do país.
Uma pesquisa feita em todo o país revelou que 70% dos estudantes já presenciaram cenas de violência física e psicológica entre colegas na escola. O estado de São Paulo foi o que teve mais vítimas. O estudo ouviu estudantes de 10 a 18 anos de que cursam o ensino fundamental em 25 escolas públicas e particulares do Brasil.
A irritação na escola, piora no rendimento escolar ou mudanças de comportamento sem motivo aparente podem ser sinais de que o aluno está sendo vítima de bullying - termo utilizado para descrever qualquer tipo de violência física ou psicológica constante.
O estudo feito com mais de 5 mil alunos em todo país pela ONG Plan - que atua em mais de 60 países - identificou que sete em cada dez estudantes presenciaram cenas de agressões entre colegas no ano passado.
A pesquisa apontou que a maior incidência de bullying é entre adolescentes d…

Cientistas descobrem elo entre estresse, ansiedade e depressão

Uma conexão biológica entre estresse, ansiedade e depressão foi identificada pela primeira vez por um grupo de cientistas da Universidade de Ontario Ocidental, no Canadá. A descoberta foi publicada no site da revista Nature Neuroscience. Ao identificar o mecanismo no cérebro responsável pela ligação, o grupo liderado por Stephen Ferguson conseguiu mostrar como o estresse e a ansiedade podem levar à depressão.
O estudo também resultou no desenvolvimento de um inibidor molecular que poderá, de acordo com os autores, levar a um novo caminho para o tratamento da ansiedade, da depressão e de outros distúrbios relacionados.
Em experimentos em camundongos, os pesquisadores identificaram o caminho da conexão e puderam testar o inibidor. “Os resultados do estudo indicam que poderemos ter uma nova geração de drogas e de alvos dessas drogas que possam ser usadas para identificar a depressão e tratá-la com mais eficiência do que os métodos atuais”, disse Ferguson.
Segundo o cientista, o próximo p…

Perigos da poluição para o cérebro

Agentes tóxicos comuns no ar – como carbono preto, material particulado e ozônio –podem provocar sérios efeitos na cognição de crianças e adultos
O exercício nas ruas com trânsito pesado pode expor o cérebro a níveis nocivos de poluição

Em uma época em que tanto se discute o derretimento das calotas polares e a destruição das florestas e da camada de ozônio, é quase redundante dizer quanto as substâncias emitidas por automóveis e usinas a carvão são prejudiciais ao sistema respiratório. O que pode surpreender é o grau de danos que esses poluentes podem provocar no cérebro – sendo a exposição a eles, em certos casos, tão prejudicial quanto ao chumbo. Estudos recentes mostram que agentes tóxicos comuns no ar como o carbono preto, o material particulado e o ozônio podem ter efeito negativo sobre capacidades como aquisição de vocabulário, tempo de reação e até mesmo sobre a inteligência, de forma geral.

O mais recente desses estudos, realizado em Nova York, no qual grávidas usaram monit…

Pesquisadores estudam como reconhecer emoções sem a expressão facial

Kathleen Bogart, psicologia na Universidade que tem a síndrome de Moebius, uma rara condição congênita que causa paralisia facial

A mulher estava sozinha e com medo, uma alma frágil numa cadeira de rodas que havia conseguido enfiar algumas posses dentro de um saco de lixo antes de evacuar a área.

Como muitos dos refugiados do furacão Katrina que foram para Baton Rouge, Louisiana, no verão de 2005, ela precisava de muito mais do que alimento e abrigo. Ela precisava de companhia, empatia – alguém, qualquer pessoa, que visse e sentisse a sua perda – e ela procurou isso em vão no rosto da assistente social designada para o seu caso. Mas a assistente social, recém-formada, parecia um pouco distante emocionalmente. Alguma coisa estava faltando.

“Eu podia ver que nossa ligação emocional estava fracassando, eu vi isso acontecer e não podia fazer nada”, diz Kathleen Bogart, 28, a assistente social que hoje é pesquisadora de psicologia na Universidade Tufts. Bogart tem a síndrome de Moebius, um…

«Alicia en el País de las Maravillas» a través de los ojos del autismo

«El mundo en imágenes: Alicia en el País de las Maravillas» recoge los dos últimos años de trabajo de Miguel Piñeiro. Así, a través de la visión de este autor el espectador tendrá la oportunidad de descubrir otras realidades en las que los símbolos y las palabras dejan de ir de la mano para convertirse en un universo de abstracción. Precisamente por ello, el peso de los elementos metafóricos es tan importante en esta muestra, que trata de que el espectador visualice el entorno de una persona que padece trastornos de autismo.
Alicia será la protagonista de alteraciones en el plano comunicativo o trastornos alimentarios, una niña que el espectador tomará como referencia para dejarse imbuir en un universo de formas discontínuas y colores. Esta exposición representa un punto de inflexión en la trayectoria del autor, que por primera vez en su carrera deja a un lado el objeto para fijarse en la persona. Por ello, Piñeiro se adentra en distintos géneros y decide utilizar técnicas que hasta e…

O melhor peixe para cada parte do corpo

Um alimento tão completo não pode ficar fora da sua dieta diária. Principalmente agora, que os nutricionistas descobriram qual tipo de pescado faz bem para coração, pulmões, olhos...
Todo mundo sabe que comer peixe faz bem à saúde, principalmente a do coração. O que talvez seja novidade para algumas pessoas é que os pescados, dependendo da espécie, beneficiam muitas outras partes do corpo. O bacalhau, por exemplo, é ótimo para o desenvolvimento e a fortifi cação dos ossos e dos dentes, pois é rico em fósforo. Já o atum tem alto teor de ferro, essencial para o transporte de oxigênio e a formação de glóbulos vermelhos no sangue, prevenindo anemias.
Independentemente do tipo, a maioria dos peixes é rica em proteínas, tem grande quantidade de fósforo, iodo, cobalto, e cálcio — possui quatro vezes mais cálcio que os outros tipos de carne. Os pescados também contêm vitaminas A, E, do complexo B e, principalmente, D, que possui importante atuação na calcificação óssea, o que ajuda na prevenç…

COMPAIXÃO PELAS CRIANÇAS

Muitas crianças sofrem quando se descontrolam, quando fazem o que não poderiam nem deveriam fazer, quando expressam explosivamente seus caprichos, quando se debatem com uma tarefa difícil que precisam cumprir e se perdem no abismo do "eu não vou conseguir, eu não sou capaz", quando transgridem um princípio conhecido e sabem que a consequência de seu ato prejudica alguém. O sofrimento delas fica estampado com tanta clareza que é difícil um adulto não perceber o que ocorre nesse momento.Mesmo assim, a reação de muitos deles tem sido insensível. Já faz um tempo que adotamos a postura de reclamar de comportamentos das crianças, de nos sentirmos vítimas de suas atitudes, de nos fazermos impotentes frente a elas.
"Eu não aguento mais esse menino!", "Eu já fiz de tudo para ensinar a ela que não pode fazer isso", "Ela não tem jeito", "Essa criança precisa de um castigo muito sério" são frases que ouço pais e professores dizerem com frequência. …

O Castigo

Muita gente, ainda em nossos dias, acredita que o castigo físico tem que ser aplicado na educação. Existem ainda aqueles que não aplicam, mas toleram, sem reação, essa forma medieval de tratamento, para que as crianças sejam enquadradas naquilo que os adultos acham ser o correto, sem ouvir o outro lado, ou seja, o de quem está apanhando.
Hoje sabemos que essas vítimas de maus tratos por parte de pais e professores levam para a vida adulta os recalques da infância. E mais do que isso, "aprendem" a agir como os adultos violentos, tornando-se, também violentas e agressivas.
As fichas das delegacias estão repletas de histórias de pessoas violentas presas e que foram vítimas de castigos e maus tratos na infância.
Além disso, é o poder da força que está em jogo, pois a criança assimila facilmente o conceito de quem pode mais chora menos, ou seja, o poder da força deve prevalecer nas situações de conflito. Assim, o grande pode bater no pequeno e o mais velho pode bater no mais n…

Criança com dor de cabeça tem mais problemas de comportamento

Crianças com queixas de dor de cabeça apresentam mais problemas de comportamento, como retraimento, reação emocional e agressividade, quando comparadas a um grupo de crianças sem essas queixas. Esse é o resultado de uma pesquisa da psicóloga Luciana Leonetti Correia, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP (Universidade de São Paulo).
De acordo com o estudo, essas crianças também apresentam reação de desconforto em relação à intensidade de som, luz e movimento, que podem aparecer nos primeiros meses de vida, sendo um importante potencial indicador de dor de cabeça em fases posteriores do desenvolvimento. Foram avaliadas 75 crianças, na fase pré-escolar, com idade entre três e cinco anos. A queixa de dor de cabeça prevaleceu em 29% delas, de acordo com o relato materno. Comportamento As crianças foram avaliadas com base em questionários validados, respondidos pelas mães biológicas, sobre indicadores de temperamento e comportamento da criança e queixas de dor de cabeça por par…

Projeto pode colocar o Brasil na vanguarda da luta contra o autismo

BRASÍLIA - Um projeto de lei prestes a tramitar no Senado poderá colocar o Brasil na vanguarda da luta contra o autismo. O texto, elaborado por diversas entidades ligadas à causa, prevê a criação do Sistema Nacional Integrado de Atendimento à Pessoa Autista. Se aprovada, a legislação será uma das primeiras no mundo a priorizar o autismo como caso de saúde pública em nível nacional, incluindo a capacitação de profissionais de saúde, a criação de centros de atendimento especializado e a inclusão do autista no hall das pessoas portadoras de deficiência, além de criar um cadastro nacional. No Brasil não há dados oficiais sobre a quantidade de portadores da síndrome, considerada epidêmica nos EUA.Um acordo feito no âmbito da Comissão de Direitos Humanos do Senado garante a relatoria ao senador Paulo Paim (PT-RS), que, de antemão, já garantiu parecer favorável à aprovação do texto.– A abordagem será suprapartidária e espero que o projeto tramite já este mês – diz Paim.DramaO drama pelo qual…

Otimismo fortalece o sistema imunológico

Estudo prova relação entre atitudes positivas e sistema de defesa do corpo  Ter otimismo pode reforçar a capacidade do corpo para combater infecções, de acordo com uma nova pesquisa realizada pela Universidade de Kentucky (EUA) e publicada na revista Psychological Science. Durante quatro anos, os estudiosos avaliaram 124 estudantes do primeiro ano de um curso de direito. Os estudantes, a maioria dos quais eram brancos (90%) e do sexo feminino (55%), responderam a perguntas sobre seus níveis de otimismo. Os participantes também receberam uma injeção de um antígeno que faz o sistema imunológico reagir através da criação de uma inchação na pele. Quando surgia um "galo", significava que a reação o sistema imunológico do voluntário era mais forte. Concluiu-se que a resposta imunológica era mais poderosa em cada aluno, quando eles adotavam atitudes mais otimistas, e diminuiu à medida que se tornavam mais pessimistas. Então o que acontece no corpo? Se há uma ligação entre a atitud…

Laços de mãe e filho são determinantes no comportamento da criança

Um recente estudo da Universidade de Reading, no Reino Unido, confirma que a relação entre mãe e filho é determinante para a definição do comportamento da criança. Analisando 69 estudos sobre o assunto, incluindo mais de 6 mil crianças com menos de 12 anos de idade, os pesquisadores observaram que as crianças - principalmente meninos - que têm uma ligação insegura com a mãe têm mais problemas de comportamento mais tarde. Segundo a teoria do apego, as crianças com laços seguros esperam e recebem apoio e conforto de seus cuidadores. Em contraste, as crianças com laços inseguros têm seus pedidos desencorajados, rejeitados ou respondidos de forma inconsistente, o que, acredita-se, pode torná-las vulneráveis a desenvolver problemas comportamentais.“A questão central que colocamos foi se a insegurança nos laços estaria associada com problemas de comportamento em todos os estudos conduzidos até o momento. Os resultados mostram claramente que a resposta a essa resposta é um firme ‘sim’”, des…

Vício em drogas é doença e deve ser tratado com remédios, diz especialista

Por suas pesquisas, Nora Volkow foi eleita recentemente pela revista 'Time' como uma das cem pessoas mais influentes do mundo. Uma das maiores especialistas em drogas da atualidade esteve em São Paulo e foi enfática ao caracterizar a dependência de substâncias químicas como a cocaína, o cigarro e a bebida: “A dependência é uma doença crônica no cérebro humano.” Nora Volkow, diretora do Instituto Nacional sobre Abuso de Drogas (Nida) dos EUA, afirma que o vício em substâncias químicas afeta uma região do cérebro chamada córtex orbitofrontal, responsável pela tomada de decisões. “Essas pessoas perdem o livre arbítrio para dizer ‘não’”. A médica, que estuda nos EUA como a dependência química pode alterar as funções cerebrais, deu uma palestra para cerca de 400 profissionais da saúde na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Segundo Nora, há muitas pessoas que julgam os dependentes como pessoas moralmente fracas, e ignoram que elas perderam o controle de suas ações. “Se você…

Estudantes dos EUA se declaram inocentes por suicídio de menina após bullying

Três adolescentes de um povoado de Massachusetts acusados após o suicídio de uma colega de classe a quem supostamente perseguiam se declararam inocentes nesta terça-feira.Os três jovens não compareceram ante o juiz e foram representados por seus advogados, mas estão convocados à outra audiência no dia 15 de setembro. Outros três adolescentes envolvidos no caso serão acusados formalmente nesta quinta-feira.As acusações incluem a violação dos direitos civis de Phoebe Prince, uma colega de classe irlandesa que se suicidou em janeiro passado, aos 15 anos, possivelmente como consequência da perseguição dos estudantes.Prince havia chegado à pouco tempo da Irlanda e se instalou em South Hadley, onde foi objeto de "bullying" por parte de colegas de ambos os sexos, prática frequente entre os jovens.A menina foi vítima de assédio verbal, ameaça de agressão física e mensagens hostis através da rede social Facebook. Prince foi encontrada enforcada em um armário em casa por sua irmã mais…

´Vivir con un autista te quema psicológicamente´

López cree que la concienciación es la mejor medicina frente al autismoMaría Carmen López se siente impotente ante el sufrimiento de su hijo PINO ALBEROLA Es un síndrome del que no se conoce su origen y que afecta a cada persona de una manera diferente. María Carmen López cree que la concienciación es la mejor medicina frente al autismo. Por eso, el próximo miércoles celebrarán el tercer Día Mundial de Concienciación del Autismo con una fiesta, en el parque de la calle Tarragona, en la que alumnos de los colegios de la zona de San Blas compartirán juegos con chicos con autismo. Todo un ejemplo de que la normalización es posible. ¿Cuántas personas padecen autismo en la provincia de Alicante?No hay una estadística concreta sobre este síndrome porque hace años el diagnóstico no era tan preciso como lo es ahora. Sí podemos señalar que hace 10 años había un caso por cada 5.000 niños y ahora cada 160 chicos nace uno con autismo. La situación es tan alarmante que en países como EE UU se está…

Casos de autismo atendidos de Educación se duplican

Los casos de autismo que atiende el Departamento de Educación se duplicaron en los últimos seis años, de 1,013 a 2,186, según información provista hoy. La secretaria de Educación, Odette Piñeiro Caballero, reveló en su ponencia escrita ante la comisión senatorial de Educación y Asuntos de la Familia que las señales tempranas de las características asociadas al espectro del autismo están presentes desde antes de los tres años de edad. “Tenemos el deber de identificar y asegurar que estos niños reciban un diagnóstico temprano para poder ofrecerles los servicios de intervención temprana”, expresó Piñeiro.Por su parte, Pedro Sulivan Sobrido, director de la División Legal de Educación Especial, informó que en Estados Unidos nacen cada año aproximadamente 24,000 niños con un diagnóstico dentro del espectro de autismo. Según reportó el año pasado el Centro de Control y Prevención de Enfermedades, uno de cada 91 niños nace con autismo.La comisión del Senado, que preside Kimmey Raschke, evalúa…

Yoko Ono becomes Global Autism Ambassador

London: Charity Autism Speaks has appointed Yoko Ono, widow of John Lennon, as the first Global Autism Ambassador.The 77-year-old artist last year worked with the organization to create a seven-foot mural named Promises, to mark the World Autism Awareness Day.And now she has agreed to be the ambassador for Autism Speaks, The Daily Express reported.Ono after receiving the honour at a reception in New York said, "As an artist the concept of distance means nothing to me. "You can bring the whole world together with a song, a painting or a single word and that is what I have tried to achieve with Promise and I hope it has been able to make a difference."Fonte:http://www.dnaindia.com/entertainment/report_yoko-ono-becomes-global-autism-ambassador_1366896

Além do distúrbio, o preconceito

Pessoas com gagueira, muitas vezes, vivem um grande sofrimento interno. O individuo tem o que falar, sabe o que dizer, mas não consegue e isso acaba interferindo na comunicação e no desempenho escolar ou profissional. Ter paciência e respeito com as pessoas que tem gagueira é fundamental Pedir uma informação, responder a chamada na sala de aula, conversar com os amigos, desabafar, enfim, se comunicar. O distúrbio na fluência da fala que, muitas vezes, vira motivo de piada, não tem graça. Quem tem gagueira sofre com as gozações e o preconceito. Segundo especialistas, esse tipo de comportamento pode acarretar impactos psicológicos e prejudicar o tratamento. Na infância, os danos podem ser agravados. Afinal, é nesse período que as relações sociais estão sendo estabelecidas. Na escola, as crianças que possuem gagueira costumam ser alvo recorrente do ``bullying``, quando são intimidados e humilhados por conta da sua condição. ``E acabam desencadeando problemas como depressão, ansiedade, es…

«Un 20% de niños y adolescentes sufre depresión», afirma Celso Arango El jefe de sección de Psiquiatría del Hospital Gregorio Marañón de Madrid ingr

Las condiciones sociales, la competitividad, la familia o el estrés de la primera década del siglo XXI influyen, pero el doctor Celso Arango, experto en neuropsiquiatría infantil y desde hoy miembro de la Real Academia de Medicina del Principado de Asturias, mantiene que los trastornos mentales en niños y adolescentes «existen desde siempre, simplemente antes no se les prestaba atención». Mantiene este asturiano de padre gijonés y abuelo ovetense que hoy día «hasta un 20% de los menores sufren alguna depresión a lo largo de su infancia y adolescencia, lo que pasa es que incluso puede pasar inadvertida por los propios síntomas». Según cuenta Celso Arango -«mi nombre y mi apellido delatan mi ascendencia asturiana»- la depresión se manifiesta de muy distinta manera en los adultos que en los niños. «Mientras en los mayores aparece la melancolía o la apatía, el niño se vuelve más irascible, no come, duerme mal o empieza a hablar de la muerte. Igual que en la tercera edad, que también se vu…

Medicamento pode melhorar aprendizado em adolescentes, diz pesquisa

Mecanismo celular atrapalha comunicação entre neurônios na puberdade. Esteróide ligado ao stress pode resolver problema, afirmam cientistas.Quando a adolescência chega, as pessoas tendem a aprender menos. O que já era de uma desconfiança foi provado quimicamente em ratos por um grupo de cientistas de Nova York, que também sugerem o uso de um remédio para bloquear esse fenômeno. Segundo a pesquisa de Hui Shen e sua equipe, que trabalha na Universidade de Nova York, um tipo de receptor celular – pequeno mecanismo que permite a interação das células com substâncias químicas – se espalha pelo hipocampo (uma região do cérebro) durante a puberdade, atrapalhando a comunicação entre os neurônios.
Foto de estrutura microscópica no hipocampo, no cérebro, mostra ponto em que um neurônio se comunica com o outro. Em lugares como esse surgem os receptores que atrapalham o aprendizado durante a adolescência. (Foto: Science/Divulgação) O fato foi observado em laboratório com o uso de ratos, que tivera…